Archive for outubro, 2008

  • Anjo

    Date: 2008.10.22 | Category: amor, encantamento, minerin-candango, saudade, vida interior | Response: 0

    Acordar com sua voz no meu ouvido, ainda no quentinho da noite anterior, é muito bom. Sentir que sua saudade e a minha são irmãs é consolador. Saber que meu silêncio incomoda você tanto quanto o seu me incomoda é revelador. Foi delicioso, amado, sentir a sua presença. Tive até mesmo força para enfrentar o resto do dia.

    Tenho tido dificuldade em escrever, sempre me perguntando até onde eu devo expor tanto sentimento em espera, mas hoje descobri – tão surpresa – que mesmo meu reservado amado precisa às vezes se expressar. Eu, que vivo e me alimento de me comunicar, decidi parar de travar o que está precisando tanto de voz.

    Eu amo você. Você está longe, tem seu trabalho para fazer tanto quanto eu tenho o meu. Não importa. Seu nome sai quase imperceptível, baixinho, mas muito doce de meus lábios, e eu paro um instante de trabalhar para olhar pela janela o sabiá pousado na goiabeira e pensar em você. Os passarinhos todos consumindo as frutas das quais eu abdiquei em troca da alegria alada de todas as tardes. A visita do beija-flor que fez morada no forro do telhado e gosta de me observar na minha mesa de trabalho. Aí meu coração alça seu proprio vôo e pousa leve sobre o ombro onde eu desejo tanto encostar a cabeça. De alguma forma que não sei explicar, você está aqui da mesma forma que eu estou aí. Tão longe, meu amor, mas tão dentro de mim.

    Estamos cercados de anjos, meu Joaquim. Alguns até dizem que somos anjos. Seus colegas o chamam de anjo protetor, você mesmo diz que eu sou o SEU anjo. Já sei bem sabido que tenho dois anjos que me amam profundamente, que me deram a vida enquanto estavam aqui nesta terra, e que tenho a certeza desejam a nossa felicidade. São Miguel Arcanjo, guerreiro, protege com sua espada sua luta e a minha.

    Há a luta, há este enorme campo de batalha que chamam de Mundo. Podemos, eu e você, enfrentar tudo isto todos os dias. Sobrevivemos e crescemos, é certo. Mas há também o descanso e a doçura, e a isto também temos direito. Acima de tudo, temos direito ao nosso amor. Que este seja nosso anjo, o mais forte e o mais presente.

    Angel – Sarah McLachlan

    Spend all your time waiting for that second chance
    For the break that will make it OK
    There’s always some reason to feel not good enough
    And it’s hard at the end of the day
    I need some distraction or a beautiful release
    Memories seep from my veins
    Let me be empty and weightless and maybe
    I’ll find some peace tonight

    In the arms of the Angel fly away from here
    From this dark, cold hotel room, and the endlessness that you fear
    You are pulled from the wreckage of your silent reverie
    You’re in the arms of the Angel; may you find some comfort here

    So tired of the straight line, and everywhere you turn
    There’s vultures and thieves at your back
    The storm keeps on twisting, you keep on building the lies
    That you make up for all that you lack
    It don’t make no difference, escaping one last time
    It’s easier to believe
    In this sweet madness, oh this glorious sadness
    That brings me to my knees

    In the arms of the Angel fly away from here
    From this dark, cold hotel room, and the endlessness that you fear
    You are pulled from the wreckage of your silent reverie
    In the arms of the Angel; may you find some comfort here

    You’re in the arms of the Angel; may you find some comfort here

Tópicos recentes

Comentários

Arquivos

Categorias

Meta