• Coisas

    Date: 2003.06.29 | Category: Uncategorized | Tags:

    1. Sorrir e chorar não devem ser associados diretamente à alegria e à tristeza. A não ser que queira-se viver em um nível eternamente superficial de sentir

    2. Doçura, suavidade, amor, alegria, carinho, irritação, cólera, indignação e até mesmo fúria são facetas de minha personalidade. Não queiram reduzir-me a uma delas, correndo o risco de rapidamente se decepcionarem comigo. E a culpa é de quem o fizer

    3. Só tem uma regra que sigo à risca, e tenho seguido todos os dias de minha vida: sou verdadeira. Aquilo que falo, aquilo que escrevo, aquilo que faço representa integralmente aquilo que sinto naquele instante. Acreditem, ninguém sofre mais com isto que eu. A alternativa, no entanto, para mim é por demais intragável. Não sei mentir, não gosto de mentiras e não pretendo aprender com esta idade

    4. Nestes últimos meses, tenho tentado controlar minha intensidade. Tem sido difícil e doloroso, e muitas vezes falho. Mas como qualquer condicionamento físico, este condicionamento emocional está me deixando mais ágil e mais forte

    5. Tenho tido pouco o que falar que não seja intensamente pessoal. Em respeito às pessoas que me rodeiam e que são parte de minha história, que podem ficar assustadas com minha facilidade em desnudar a alma, tenho me calado. O silêncio está se acumulando dentro de mim, e se transformando, talvez em literatura. Vamos ver

    6. Aos queridos amigos e amigas leitores do Asa, pessoas que entraram em contato comigo depois de ler minhas palavras, meu afeto por vocês só faz crescer. Não tenho estado muito presente, porque estou interiorizada demais para escrever. Acho que vai mudar logo. Esperem um pouco, e recebam todo meu carinho, mesmo que silencioso.