• Algumas divagações

    Date: 2003.11.11 | Category: Asas de Borboleta, vida interior | Tags:

    Eu às vezes tenho esta vontade forte de desaparecer das vistas de todos os meus conhecidos. Não porque não goste de estar com eles, mas porque muitas vezes sinto que me enxergam de forma torta, e não sei o que fazer para consertar. O que é pior, começo a me enxergar distorcida também, e a minha auto-imagem não encaixa na minha alma. Incomoda como sapato apertado.

    Então me dá uma vontade de fugir. Inventar um nome novo, sair por aí, virar uma cozinheira de navio chamada Dolores, ou uma shaper de prancha de surf de nome Kaila, enrolada o dia todo em uma canga, em alguma praia perdida do nordeste. Como seria bom ter esta existência novinha em folha, e poder descobrir qual parte de mim sou eu e qual parte de mim são as expectativas das pessoas que amo.

    Assim, eu poderia saber de verdade quais são as minhas verdadeiras fraquezas e minhas verdadeiras forças. Mas como não faz meu estilo fugir – fugir seria fácil demais e não acredito em soluções covardes – o jeito é desfazer pacientemente este emaranhado de impressões, separar as linhas por suas diferentes cores, e ver se consigo bordar alguma coisa com isso.

    Enquanto as borboletas esvoaçam dentro da cachola.