• Convite

    Date: 2004.02.18 | Category: amizade, amor, Asas de Borboleta, vida interior | Tags:




    LES AMANTS – Magritte

    A aproximação amorosa é uma coisa complicada para homens e mulheres, principalmente quando ocorre em uma idade em que, na teoria, já deveríamos estar tranquilos ao lado de nosso companheiro de viagem, nutrindo a vida em comum, auxiliando os filhos a crescer. Acontece que existem hoje muitas e muitas pessoas que buscaram sem encontrar, neste mundo cada dia mais louco e sem amor, este caminho que leva à pessoa amada, e só encontraram estranhos cobertos por véus.

    As vontades de ficar e de fugir se enfrentam como Jacó e o Anjo: algumas vezes fugimos e tempos depois, arrependidos, ponderamos se devíamos ter ficado; outras vezes ficamos e descobrimos logo adiante que teria sido melhor fugir. Nessa ingrata coreografia, bailamos todos os que procuram.

    Mas eis que chega um novo estranho, e bate o coração apressado, com vontade e medo de descobrir o mistério por baixo dos véus. Eu, borboleta temerária e audaciosa que sou, acabei de parar de bailar. Com suavidade, tomo sua mão e coloco mansamente entre seus dedos a ponta de meu véu…

    – Puxa.

    For All We Know – The Carpenters

    Love, look at the two of us

    Strangers in many ways

    We’ve got a lifetime to share

    So much to say and as we go on from day to day

    I’ll feel you close to me

    But time alone will tell

    Let’s take a lifetime to say

    I knew you well

    For only time will tell us so

    And love may grow for all we know

    Pelo tanto que sabemos – The Carpenters

    Amor, olha para nós dois

    Desconhecidos de tantos modos

    Temos uma vida inteira para compartilhar

    Tanto a dizer e na passagem do dia a dia

    Eu o sentirei próximo a mim

    Mas só o tempo dirá

    Vamos levar a vida toda para dizer

    Eu te conhecia bem

    Pois apenas o tempo nos dirá

    E o amor pode crescer, pelo tanto que sabemos

    Gostaria de apresentar aos leitores do Asa a linda leitura do talentoso Luís Miscow deste mesmo quadro. Passeiem pelo blog deste talentoso rapaz, todos vão sair lucrando com isto.

    LES AMANTS

    Dois amantes afastados

    no ato contínuo de amar;

    com suas bocas

    – desejos

    aproximados sem tocar.

    Serão passado

    ou projeto

    que o tempo ainda vai juntar.

    Será mordaça que os cala

    ou mero medo

    que os enfrenta

    eternamente a afastar.

    Dois amantes que se beijam

    sem no entanto se beijar.

    Luís Antonio Miscow