• Acabou?

    Date: 2004.03.12 | Category: amizade, amor, Asas de Borboleta | Tags:


    Um dia eu conheci um blog. Eu nunca imaginei que pudesse existir um lugar assim. Um lugar onde pétalas de rosas caíam do teto de velhas casas; onde um hipnotizador nos levava para praias lindíssimas para catar conchas da mais bela madrepérola, em nossas mentes; onde uma virilha causava uma revolução na vida de um homem; onde um lindo anãozinho tinha um lindo e feliz caso de amor.

    Ontem o Blogger Brasil destruiu o lugar de sonho. Destruiu? Não para mim. Eu tenho comigo o Caderno Mágico em forma de livro, graças a Deus e ao talento de seu autor. E tenho no meu coração lembranças lindas, tristes, doídas, alegres, iradas, lembranças que vão ficar gravadas no meu coração para sempre.

    Eu tenho cá com meus botões conversado, e espero que o Magic Boy encontre uma forma de fazer sua cartola voltar a funcionar da maneira que me encantou e me fez amar o lugar onde ficava uma fonte de água pura… e meu amigo.

    Beijos, Dennis. O Caderno morreu, longa vida ao Caderno!

    O Sonho

    (Pedro Ayres Magalhães)

    Quem contar

    Um sonho que sonhou

    Não conta tudo o que encontrou

    Contar um sonho é proibido

    Eu sonhei

    Um sonho com amor

    Uma janela e uma flor

    Uma fonte de água e o meu amigo

    E não havia mais nada…

    Só nós, a luz e mais nada…

    Ali morou o amor

    Amor

    Amor que trago em segredo

    Num sonho que não vou contar

    E cada dia é mais sentido

    Amor

    Eu tenho um amor bem escondido

    Num sonho que não sei contar

    E guardarei sempre comigo.