• Dia das Mães

    Date: 2004.05.09 | Category: amor, mãe, pai, saudade, vida interior | Tags:

    Este é um ano em que não tenho muito o que falar no dia das mães. Eu sinto que já disse muito, e muitas vezes, o que minha mãe significa – no presente, não no passado, apesar de morta há quase 18 anos – para mim. Ela sempre foi meu norte, e de muitas maneiras continua sendo. Portanto, para honrá-la, agradá-la e presenteá-la neste dia das mães, vou fazer do dia das mães o dia do meu pai.

    Mãe, já fiz o manjar branco que ele gosta, mas ele não quer me deixar fazer o almoço, quer ele mesmo fazer o talharim ao alho e óleo – eu prometo que não deixo ele lavar um único garfo, apesar dele ser teimoso e ativo. Eu comprei um presente que sei que ele vai gostar: um DVD da Natalie Cole. Eu lembro, mãe, de como você contava da emoção que foi escutar o Nat King Cole ao vivo aqui no Rio, na década de 50, e ele gosta da filha quase tanto quanto do pai…

    Tudo, mãe, que eu puder fazer por este meu querido “gatoso” (ihhh, ele ficou tão zangado quando eu contei que gatoso não era gato + gostoso e sim gato + idoso, mãe… hehe) eu farei. Eu bem sei que nada a faria mais feliz.

    Feliz dia das Mães, dona Maria Helena… um beijo e uma prece da sua filha, sempre.