• O Bambú e o Carvalho

    Date: 2004.06.17 | Category: alegria, amizade, amor, vida interior | Tags:

    Eis que sou o Bambú.
    Eis que sou o Carvalho.

    Cresço delgado e alto, e o vento me torna bailarino.
    Cresço lento e profundo, e o vento me torna forte.

    Eu danço e me curvo; o vento forte não me pode derrubar.
    Tenho raízes fundas e tronco largo; o vento forte não me pode derrubar.

    Minha touceira de hastes cria um ninho onde pequenos animais procuram abrigo.
    Minha farta cabeleira de galhos cria um ninho onde o pequeno e o grande procuram abrigo.

    Enquanto danço, admiro a força do Carvalho e isto é bom e belo.
    Enquanto resisto, admiro a dança do Bambú e isto é bom e belo.

    O Diverso é que cria a Beleza.
    O mundo é como devia ser.