• Profundo Amor

    Date: 2004.07.18 | Category: alegria, amor, animais | Tags:

    Só olhar teu corpo largado sobre a cama , e já me enche o desejo de te tocar, mas o repouso absoluto e entregue, a respiração lenta e solta dos inocentes, faz com que eu não ouse perturbar tamanha tranquilidade com meu toque. Prefiro esperar que tu me procures, com um leve despertar, que encoste teu corpo quente e macio no meu. O suspiro profundo com que retornas ao teu mundo de sonhos – o que será que sonhas?- assegura meu coração incrédulo que teu lugar é aqui.

    Não cesso de maravilhar com o fato de que tu me escolheste, ó ser de intensa beleza e dignidade. Não sei que bem fiz para merecer teu amor. Não é o amor fácil e risonho dos felizes; teu amor por mim é feito de olhares furtivos que só tu e eu entendemos. Teus gestos de afeto são contidos como os de todos que já sofreram.

    Entretanto, nunca duvido da grandeza de teu amor. Sempre é com o coração transbordante que vejo a tua alegria com qualquer retorno meu à casa, uma explosão de felicidade que tem tão pouco em comum com o restante de teus gestos reservados. É com crescente gratidão que vejo você lentamente adoçar o temperamento, percebo que não és mais a criatura arredia que entrou na minha vida.

    O meu amor por ti é tão grande que me custa lembrar que não consegues receber bem manifestações por demais efusivas de afeto; que contigo a sutileza e a delicadeza são ingredientes importantes da convivência diária. No entanto, é justamente esta contenção que me ensinas, gata amada, me ensinas a ser leve e delicada no trato, a entender naturezas diferentes da minha, a cuidar de não passar dos limites do outro. Ser tua tem sido um aprendizado de afeto.

    É espantoso para mim escutar pessoas em toda a parte que gatos são animais pouco afetuosos e distantes. Os tolos que falam tal coisa provavelmente nunca viram com o eles podem, num piscar de olhos, sair de uma posição estática e cheia de fleuma e zunir pela casa como bólidos; parar tão abruptamente quanto começaram, porque PRECISAM pentear aquela areazinha exata do pêlo que estava fora do lugar; e, de queda, se você deixar, lambem seu pêlo também.

    Quem não tem gato não sabe. Eles são barômetros de sentimentos. Quem tem um gato em casa e o observa com cuidado, aprenderá logo a detectar a situação emocional do ambiente pelo comportamento de seu felino. Ao observar minha linda Pompom ficar cada dia mais tranquila e feliz, só posso levantar os olhos para o Céu, sorrir e dizer: obrigada.